Para ajudar nos esforços de Cibersegurança devido à crise do COVID-19

Como os trabalhadores de todo o mundo tiveram de mudar repentinamente de paradigma,  — passando de presença física para digital —  no sentido de reduzir a disseminação do COVID-19, muitos departamentos de Informática, TI e Risco estão a adaptar os seus sistemas para facilitar os recursos remotos de trabalho mantendo as obrigações de segurança nos processos.

Além de avaliações contínuas da integridade dos sistemas de tecnologia, a plataforma, agora gratuita, também oferece fácil colaboração com recursos internos e de terceiros para ajudar a tomar ações imediatas para diminuir qualquer risco.

Se tiver um problema ou uma dúvida sobre cibersegurança, nós ajudamos. Pergunte, que nós respondemos. A ética profissional garante-lhe o nosso sigilo, a confidencialidade, assim como a conformidade com RGPD. Disponha !

As ciberameaças

Entre os ciberataques observados desde o início de fevereiro de 2020 e associados ao tema COVID-19 destacam-se as seguintes tipologias:

a. As campanhas de phishing (por email, SMS ou por redes sociais) a coberto da imagem de entidades oficiais como a Organização Mundial de Saúde, a UNICEF ou centros de investigação e laboratórios do setor da saúde, com conteúdos alusivos à pandemia, inclusive ficheiros em anexo, e orientado para a captação de dados pessoais das vítimas ou para a infeção dos seus dispositivos com malware;

b. A divulgação de plataformas digitais ou de aplicações para dispositivos móveis que aparentam divulgar informação em real time sobre a pandemia (e.g. mapas dinâmicos de contágio, mas que estão, na realidade, orientados para a infeção de equipamentos com malware, inclusive da tipologia ransomware;

c. Esquemas de fraude digital partilhados por email ou em redes sociais, que divulgam iniciativas de crowdsourcing para a recolha de donativos para falsas campanhas de compra de material médico ou de proteção pessoal;

d. SMS enviados informando que, de acordo com a lei, estão a ser aplicadas medidas extraordinárias para o combate ao COVID-19, e que todos os cidadãos nacionais serão vacinados, sendo garantido um reembolso dos custos pelo governo. Para tal, bastaria pagar uma determinada quantia indicada no SMS e através do registo no link enviado seriam posteriormente ressarcidos.

in https://www.cncs.gov.pt/recursos/noticias/alerta-covid-19-e-as-ciberameacas/

Contactos

  • Informações: info@streamline.pt
  • Suporte: suporte@streamline.pt

Links